Melhores amplificadores vintage clássicos: Fender, Vox e Marshall

Melhores amplificadores vintage clássicos: Fender, Vox e Marshall
Comparte este artículo en

A Santíssima Trindade dos amplificadores de guitarra clássicos: Fender, Vox e Marshall. Sem dúvida, para áudio vintage são os três melhores amplificadores de todos os tempos, verdadeiras lendas do timbre. As equipes que veremos aqui marcaram o som com que nossos pais ou mesmo nossos avós cresceram.


Amps Fender: áudio vintage americano

Para começar com os primeiros amplificadores clássicos, dê uma olhada na Fender, que definiu o áudio americano vintage. Eles são caracterizados por seu som limpo e de sino.

Fender Blackface

Os modelos mais representativos são Deluxe Reverb 22w, Vibrolux 35w e Twin Reverb 85w. São todos de meados dos anos 60, da famosa era “Blackface”, que recebeu uma identificação de painel preto.

São amplificadores valvulados com bom headroom, ou seja, mantêm o áudio limpo em volumes altos. Além disso, eles têm um tom “Scooped”: agudos e graves mais preponderantes do que médios, dando uma equalização em “V”.

O popular reverb Spring é uma marca registrada das linhas Blackface e posteriores da Fender. Eles geralmente usavam alto-falantes / alto-falantes Jensen, que são caracterizados por bom brilho e definição e médios suaves ideais para tons limpos.

Amps clássicos: Imagem Fender Vibrolux Reverb Blackface
Imagem do Fender Vibrolux Reveb Blackface

Fender Tweed

Existem também outros modelos que se caracterizam por outros tons mais médios e roucos. Esta é a linha anterior ao Blackface conhecida como “Tweed”, devido à trama do tecido com que os armários eram forrados. Essa linha do início dos anos 50 tem um áudio “fuzzy” com overdrive característico. Um exemplo é o Deluxe e o lendário Bassman, que na verdade é um amplificador de baixo feito por guitarristas. Na foto abaixo você pode ver um Bassman, um amplificador que Jim Marshall usou como base para projetar o JTM-45 e Bluesbreaker.

Fotografia de Fender Bassman Tweed 4x10
Fotografia de Fender Bassman Tweed 4×10

As válvulas de alimentação Fender típicas e o áudio “americano” em geral são 6L6 e 6V6.


Amplificadores Vox: o tom clássico britânico

Outros amplificadores clássicos por excelência são os Vox. Com seus Vox AC15 e AC30, lançados em 1958 e 1960 respectivamente, os Vox deram início à história do “som britânico”. Embora muitas pessoas pensem que são amplificadores eletrônicos de Classe A, na verdade eles são de Classe AB1. Eles usam tubos de força EL84 e alto-falantes Celestion – inicialmente com ímã de alnico e depois de cerâmica -, que têm características tonais diferentes daquelas usadas pela Fender. Outra diferença relevante é que não utilizam feedback negativo, técnica utilizada para ampliar o headroom dos amplificadores. Embora a falta de feedback negativo reduza a capacidade de se manter limpo, tem a vantagem de oferecer grande sensibilidade ao toque, um recurso muito apreciado do Vox.

Esses amplificadores lendários e seu áudio britânico podem ser ouvidos em discos de bandas como The Beatles, Rollings Stones, Brian May do Queen, U2 e muitos outros.

Os Vox são amplificadores com pouco headroom, ou seja, tendem a rodar rápido, médio, mas com agudos muito bons que lhe conferem seu áudio característico e seu “carrilhão”.

Imagem de um amplificador Vox AC30 vintage
Imagem de um amplificador Vox AC30 vintage


Amps Marshall: áudio de rock

Marshall, amplificadores clássicos por excelência para o Rock. Em 1963, na Inglaterra, Marshall lançou o JTM-45, um amplificador com cabeça baseado no Fender Bassman, mas usando válvulas 12AX7 no pré e KT66 ou EL34 na haste e alto-falantes do Celestion. Desse amplificador vem o combo 2×12 que graças a Eric Clapton foi batizado de “Bluesbreaker”.

Amplificadores clássicos: foto Marshall JTM-45 MKII
Foto de Marshall JTM-45 MKII

Dois anos depois, a pedido de Pete Towshend que queria um amplificador mais potente, Marshall lançou o 1959SLP 100w, mais conhecido como Plexi, provavelmente o amplificador mais icônico da história do Rock. Este amplificador pode ser ouvido em muitas bandas de rock dos anos 70, como AC / DC e Led Zeppelin, Angus Young com sua Gibson SG e Jimmy Page com sua Gibson Les Paul.

Em 1981, outro lendário Marshall foi lançado, o JCM800, um amplificador que marcou uma época, usado por Slash nos primeiros anos do Guns ‘n Roses. O som de Marshall é caracterizado pelo seu tom médio e overdrive.

Um vídeo mostrando o Fender Deluxe Reverb RI68 Custom, o Vox AC-30 e o Marshall JCM-800:

Notas semelhantes: Os 16 amplificadores de guitarra clássicos mais icônicos de todos os tempos.

Você pode encontrar amplificadores vintage no Reverb.com.


Comparte este artículo en

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *